Natação e Cabelo: Cuidados Para Proteger os Fios!

A natação é um ótimo exercício físico e traz inúmeros benefícios para a saúde, mas com a prática, é necessário atentar para os cuidados com os cabelos. O cloro da piscina já é conhecido por ressecar os fios, tirar o brilho e a maciez, além de afetar a coloração de cabelos tingidos e descoloridos. Uma saída para evitar tais danos é o uso da touca. Contudo, o uso contínuo da vestimenta pode enfraquecer os fios, causando quebras e possível queda de cabelo. Pensando no melhor para a sua beleza, separamos algumas dicas de cuidados para antes, durante e depois de entrar na piscina. Confira!

Cuidados antes de entrar na piscina: 

  • Enxágue os fios: primeiro é essencial passar pelo chuveiro para enxaguar o cabelo com água doce. Isso porque o cloro é incapaz de prejudicar tão intensamente os fios quando os molhamos os cabelos antes de entrar na piscina.
  • Faça um rabo de cavalo ou coque: antes de colocar a touca, prenda todo o cabelo em um coque ou rabo de cavalo usando, de preferência, um elástico de tecido. Dessa maneira, o atrito dos fios com a touca é diminuído, evitando que sejam repuxados e quebrem. Além disso, assim você garante que todo o cabelo ficará protegido do contato com a água da piscina!
  • Use touca revestida com tecidos: dê preferência às toucas de silicone que são revestidas internamente com tecido. Caso não as encontre, você pode ainda investir em uma touca de lycra por baixo da de silicone comum. O objetivo é evitar ao máximo a fricção direta entre os cabelos e os materiais sintéticos.
  • Enxágue o cabelo logo em seguida: assim que acabar a aula, você deve tomar uma ducha para retirar todo o cloro do cabelo. Quanto maior o tempo que a substância passa em contato com os fios, maiores são os danos às suas madeixas. 
  • Use produtos para fortalecer os fios: o Trichoxidil é um fitocomplexo vegano e uma ótima opção natural para o fortalecimento e desenvolvimento capilar. Ele estimula a expressão de fatores de crescimento envolvidos com a nutrição e alongamento dos fios. Converse com seu médico!

4 Dicas Simples Para um Ano Mais Saudável

Ano novo e novos hábitos, preparar uma lista de desejos e realizações para o ano que começa é um ritual que ajuda a renovar a esperança e a busca por mudanças positivas. O cuidado com a saúde deve estar no topo da lista, pois é essencial para ter qualidade de vida. Nós separamos 4 dicas para você dar um UP na saúde em 2021. Confira! 

Faça boas escolhas! 

Optar sempre por uma boa alimentação, permite que você viva uma vida melhor e com menos riscos de doenças, também resulta em longevidade e qualidade de vida. O importante é não exagerar em alimentos, como: doces, refrigerantes e gorduras. que podem ser consumidos ocasionalmente. Além disso, a comida saudável pode ser saborosa, pois você pode experimentar temperos diferentes e combinações de alimentos. 

Busque se exercitar! 

Movimentar o corpo é essencial para ter mais energia, bem-estar, longevidade e qualidade de vida. Além disso, praticar atividades físicas pode ser super divertido, principalmente se elas forem em grupo. Você pode ir experimentando diversas aulas e práticas até encontrar a que você mais goste e se identifique. Após a atividade física, a endorfina é liberada trazendo uma sensação de bem-estar, melhora o estado de humor e alegria.

Acalme a sua mente! 

Além dos cuidados com o corpo físico, é necessário estar atento aos cuidados com a saúde mental. Praticar a meditação, buscar sempre trazer a consciência para o momento presente e praticar yoga são algumas das dicas para relaxar e acalmar a mente. Essas práticas se refletem em empoderamento, autoestima, prazer e felicidade.

Melhore o seu sono! 

Uma ótima noite de sono resulta em um dia alegre e produtivo. Experimente desligar os aparelhos eletrônicos e evite bebidas estimulantes uma ou duas horas antes de dormir. Você pode praticar atividades de higiene do sono, que são atividades neutras e relaxantes tais como: meditação, cantar no chuveiro, dançar, plantio de horta caseira, interação com amigos e familiares. 

 

Benefícios e Malefícios do Sol

Você conhece os benefícios e malefícios do sol? Quanto tempo é recomendado ficar exposto ao sol para produzir vitamina D? Quais os melhores horários para se expor ao sol? Como devo me proteger? Nós respondemos todas essas perguntas e muito mais! Confira.

Como tomar sol para produzir mais vitamina D?

É recomendado tomar banho de sol por pelo menos 15 minutos por dia, sem usar protetor solar. Já para as peles negras, esse tempo deve ser de 30 minutos a 1 hora por dia, pois quanto mais melanina, mais difícil é a produção de vitamina D. 

A vitamina D é essencial para o nosso organismo, pois a falta deste nutriente  pode causar facilitar o aparecimento de infecções, como gripes até sintomas de depressão. Sendo assim, se expor ao  sol é a principal forma de produzir  esta vitamina na nossa pele, já que os alimentos ricos em vitamina D, como peixes e fígado, não oferecem a quantidade necessária diariamente desse nutriente. 

Melhor horário para tomar sol 

Estar atenta ao tempo de exposição no sol e tomar alguns cuidados, é importante para evitar riscos de queimaduras, fotoenvelhecimento e até câncer de pele. O ideal é tomar sol durante os horários em que está menos intenso, como antes das 10h da manhã e depois das 16h. 

Proteja a sua pele do sol 

O verão está chegando e é preciso saber todos os cuidados necessários para cuidar da sua pele nesta época do ano. A primeira dica é para quem vai à praia: organize os itens essenciais, como boné, protetor solar para a pele e para os cabelos, óculos escuros, guarda-sol e camiseta com proteção para as crianças. 

Para quem gosta de ir à praia sozinho, passar protetor solar nas costas é uma dificuldade. Para isso, o ideal é utilizar um protetor solar spray, pois é mais fácil e não precisa ser espalhado com a mão. 

Benefícios do Sol 

  • Aumento da produção de vitamina D
  • Melhora o sistema imunológico, diminuindo riscos de infecção por vírus e bactérias e até auxiliando aqueles que ficam doentes a se recuperarem mais rápido
  • Amadurecimento ósseo de bebês durante a gestação diminuindo o risco de baixo peso ao nascimento 
  • Regula a produção de insulina, diminuindo o risco de diabetes e auxiliando no controle de peso
  • Diminui o risco de dano cerebral, diminuindo a chance de demências e doenças crônicas como Alzheimer e Parkinson
  • Produz renina que auxilia no controle  da pressão arterial. Atualmente, além de vitamina, é considerada um hormônio com múltiplas funções. 

Malefícios do sol

  • Envelhecimento precoce
  • Risco de câncer de pele
  • Surgimento de melasma
  • Surgimento de manchas brancas e ressecadas
  • Queimaduras
  • Ressecamento da pele

Dermatite: o que é, quais são os tipos e tratamentos

Coceira, vermelhidão ou descamação são sintomas comuns que, muitas vezes, podem surgir na pele, e não sabemos do que se tratam. A dermatite é uma inflamação na pele, que pode acometer o rosto, corpo e couro cabeludo, ocasionando incômodos e redução da qualidade de vida. 

Além disso, a doença possui diversos tipos, e para cada diagnóstico, é indicado um tratamento diferente. A Officilab esclareceu todas as dúvidas sobre a dermatite. Confira! 

O que é dermatite? 

Trata-se de uma irritação na pele, caracterizada por vermelhidão, descamação, coceira e formação de pequenas bolhas. Os sintomas podem surgir de formas diferentes, de acordo com o tipo de dermatite e a área do corpo afetada. 

O problema pode se manifestar em todas as idades e costuma ter origem alérgica, devido a alguns fatores, que falaremos mais adiante. Entretanto, a dermatite pode ser curada. Para isso, é importante consultar um dermatologista para saber o tratamento adequado para o seu tipo de dermatite. 

Quais são os tipos de dermatite? 

1. Dermatite Atópica: 

É um dos tipos mais comuns de alergia de pele. É caracterizada pela irritação crônica da pele, que fica mais seca, com a formação de erupções e crostas que coçam bastante. Seu surgimento é mais comum nas áreas de dobras dos braços e na parte de trás dos joelhos. Além de poderem ser acompanhadas por crises de asma ou rinite. 

1.2 Causas da Dermatite Atópica: 

As causas da dermatite atópica são bastante variadas, como fatores genéticos ou respostas a reações alérgicas por conta de estímulos ambientais (poeira, fumaça, etc) ou imunológicos. 

2. Dermatite de contato: 

É caracterizada pela formação de crostas espessas, surgimento de urticária, placas vermelhas, pequenas bolhas, inchaço local e coceira. Os lugares mais comuns de decorrência da dermatite de contato são as mãos e rosto, pois são sujeitos à exposição de agentes externos que podem causar irritação, como elástico em roupas, por exemplo. 

2.1  – Causas da dermatite de contato:

Ocorre quando há contato com produtos (cremes, perfumes, maquiagem, produtos de limpeza e esmalte) ou objetos (bijuterias e roupas) com a pele, desenvolvendo uma reação alérgica.

3. Dermatite seborreica:

Trata-se de uma doença crônica, que pode aparecer com frequência, com descamação e formação de placas avermelhadas e amareladas. É mais comum em bebês e jovens adultos, principalmente homens. Ocorre mais nas partes do corpo com muitas glândulas sebáceas, como o couro cabeludo e o rosto. 

3.1 – Causas da dermatite seborreica: 

A causa da dermatite seborreica pode haver origem genética ou ser desencadeada por agentes externos, como alergias, situações de fadiga, estresse, excesso de oleosidade na pele e no couro cabeludo. 

4. Dermatite esfoliativa: 

É uma inflamação mais grave, que acomete toda a superfície da pele, ocasionando rachaduras, escamas e vermelhidão. A camada cutânea superior chega a se soltar, ou seja, esfoliar.

4.1 – Causas da dermatite esfoliativa: 

É causada por outros problemas crônicos que acontecem na pele, como a psoríase, mas também pode ser estimulada pelo uso demasiado de medicamentos fortes. 

5. Dermatite Herpetiforme: 

É caracterizada pelo surgimento de pequenas bolhas, coceira e uma sensação de queimação intensa.

5.1 – Causas da Dermatite Herpetiforme: 

Não se sabe muito sobre as causas dessa dermatite, mas o que se nota é que se manifesta quando há a ingestão de alimentos com glúten (doença celíaca). 

6. Dermatite Numular: 

A dermatite numular é uma irritação em que se formam crostas, escamas, manchas em formato de moeda e algumas bolhas. 

6.1 – Causas da Dermatite Numular: 

Também tem causas desconhecidas, afetando, principalmente, pessoas idosas. Além de ser mais frequente no inverno, devido ao ressecamento cutâneo causado pelo frio. 

7. Dermatite estase: 

É um dos tipos de dermatites mais raros. Erupções, bolhas, erupções escamosas, escurecimento da pele, pele descolorida e grossa nas pernas, secura, varizes, vermelhidão ou úlceras, são alguns dos sintomas da dermatite estase.  

7.1 – Causas da dermatite estase: 

Ele resulta da falta de circulação do sangue e de outros líquidos na parte inferior das pernas. A dermatite estase ocorre mais em pessoas com varizes, podendo desenvolver insuficiência venosa crônica. 

8. Dermatite Ocre: 

A dermatite ocre é identificada devido ao surgimento de manchas escuras e pele ressecada.

8.1 – Causas da Dermatite Ocre: 

É decorrente de quando acontece o agravamento de varizes – consequência da má circulação do sangue. 

9. Dermatite Perioral: 

Bolinhas avermelhadas ao redor da boca, nariz e olhos, manchas ressecadas na pele, descamação, pústulas, coceira, irritação e queimação na pele, são alguns dos sintomas da dermatite perioral. 

9.1 – Causas da dermatite perioral: 

Alguns estudos revelam que a doença está relacionada a disfunções da barreira epidérmica, sistema imune da pele e alteração da microflora cutânea. 

Tratamentos para dermatite 

A maioria dos tipos de dermatite representa uma doença hereditária e crônica, o que significa que não tem cura. Entretanto, existem tratamentos e cuidados que ajudam a diminuir as lesões e evitar a evolução dos quadros inflamatórios que envolvem coceira, manchas brancas na pele, vermelhidão e descamação. 

Cuidados para prevenir a piora da dermatite: 

  •  Evite banhos quentes e demorados: busque tomar banhos frios ou mornos, pois a água quente resseca ainda mais a pele, que já é seca por causa da  lesão. Além de usar sabonetes antirressecamento que respeitam o pH da pele. 
  • Hidrate a pele todos os dias: produtos para peles secas ou extrassecas, sem corantes, perfumes ou parabenos, com ativos intensamente hidratantes. 
  • Controle o estresse: Os sintomas da dermatite tendem a aumentar em momentos de estresse, pois a pele tem uma relação muito forte com todo o sistema emocional e a maioria das doenças dermatológicas, exceto as infecciosas. 
  • Evite o contato com alérgenos ambientais: como poeira, pólen, sabonetes com perfume, produtos de limpeza doméstica e tabaco. 

Portanto, caso tenha se identificado com algum dos sintomas que citamos, procure um dermatologista para saber o diagnóstico da dermatite e o tratamento correto para você.

Hormônios: o que são, o que fazem no corpo e muito mais!

Os hormônios são moléculas produzidas pelo sistema endócrino e que mandam mensagens à várias partes do corpo. Eles regulam os processos do seu corpo, como pressão sanguínea, fome e libido. Os hormônios são fundamentais para todos os sistemas do nosso organismo, pois eles orquestram todo o funcionamento do nosso metabolismo como por exemplo, o gasto de energia.

O que os hormônios fazem no corpo?

No decorrer do dia, nosso corpo passa por constantes alterações hormonais. Quando nos alimentamos, o pâncreas produz o hormônio insulina que ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue. Já as glândulas supra renais bombeiam o hormônio adrenalina para nos deixar em alerta. E, a glândula pineal trabalha para produzir o hormônio melatonina que auxilia numa ótima noite de sono.

Excesso na produção hormonal (também conhecido como hiperfunção) assim como carência na sua produção  (conhecido como hipofunção), pode causar problemas. Nesses casos, procure um endócrino. 

Desequilíbrio hormonal

O desequilíbrio hormonal é a alteração em excesso ou diminuição nos níveis de hormônio no corpo, afetando as suas funções. Eles interferem diretamente na saúde de uma pessoa, podendo ocorrer irritação ou até distúrbios relacionados ao peso. 

Além disso, algumas condições de saúde podem causar desequilíbrios hormonais, sendo alguma delas: diabetes, distúrbio de tireoide e síndrome do ovário policístico.

Quais hormônios são responsáveis por o quê? 

  • Glândulas supra renais: produzem os hormônios do estresse.
  • Glândula pineal: produz melatonina para regular o relógio biológico.
  • Hipotálamo: regula a temperatura corporal, fome, humor, sede, sono e libido.
  • Ovários: secretam hormônios sexuais para uso no ciclo reprodutivo.
  • Pituitária: regula o trabalho das glândulas supra renais, tireoide, testículos e ovários
  • Paratireoide: regula o cálcio.
  • Pâncreas: produz insulina para ajudar a usar alimento como energia.
  • Tireoide: regula os batimentos cardíacos e como as calorias são usadas.
  • Testicular: produzem testosterona e esperma 

Assim sendo, o diagnóstico e o tratamento precoce previnem complicações e melhoram, consideravelmente, a qualidade de vida. Além do mais, são fundamentais para prevenir o aparecimento ou agravamento de doenças e disfunções. Por isso, estar atento e consultar um endócrino é essencial para não ocorrer excesso de hormônio ou falta. Cuide de você! 

Alergias Respiratórias na Primavera

Conhecida como a estação mais bonita do ano, a primavera pode ser um período crítico para quem tem alergias. É típico da estação o desabrochar intenso das flores, que é o responsável por liberar grande quantidade de pólen no ar. Essa substância agridem a mucosa nasal e provoca crises alérgicas. Além disso, as constantes variações de temperatura, a baixa umidade do ar e o excesso de poeira e ácaros nos ambientes contribuem para o desencadeamento da alergia respiratória

Como prevenir as alergias respiratórias? 

  • Para evitar que partículas alergênicos e   poluição entrem na sua casa, mantenha as janelas fechadas, mas é importante deixa-las abertas um pouco, pelo menos uma vez ao dia  para manter o ambiente arejado;
  • Uma vez por dia, use soro fisiológico para lavar o nariz. Assim, você remove as impurezas e diminui o efeito da poluição e do pólen no sistema respiratório;
  • Evite frequentar lugares com muito volume de flores, como jardim e praças;
  • Use óculos de sol. Eles podem ajudar a reduzir o contato com as impurezas presentes no ar;
  • Faça a limpeza da sua casa com panos úmidos;
  • Abuse da luz solar, que ajuda a eliminar os ácaros. Inclusive, seque roupas e outros tecidos, principalmente roupas de cama;
  • Guarde tapetes, carpetes, cortinas e brinquedos de pelúcia;
  • Sempre mantenha as mãos higienizadas e evite tocar os olhos.

Quais são as diferenças entre alergias, COVID-19, gripes e resfriados?

Com a pandemia da COVID-19, é comum que as pessoas tenham dúvidas na hora de diferenciar as doenças respiratórias, já que os sintomas são bastante parecidos. Sendo assim, é importante ficar atento e saber identificar cada um. 

No caso da COVID-19, é comum que as pessoas apresentem febre, tosse seca e dificuldade para respirar. Portanto, caso sofra de doenças respiratórias e apresente esses sintomas, procure um hospital. O atendimento e o diagnóstico antecipados podem ajudar na prevenção e evitar o agravamento do quadro do Coronavírus. 

Formas Farmacêuticas Transdérmicas para o Tratamento da Dor

Formas farmacêuticas transdérmicas, também chamadas de uso tópico, são aquelas elaboradas de modo que, quando aplicadas sob a pele íntegra, são capazes de atravessar a barreira epidérmica liberando substâncias ativas até a circulação sistêmica. A via transdérmica têm vários benefícios, tais como: é aplicada diretamente no local da dor, ausência de metabolização hepática, baixo índice de efeitos adversos e evita a variação na concentração do fármaco.

A dor é definida, como uma sensação ou experiência sensorial e emocional desagradável, podendo estar associada com algum dano tecidual real ou potencial. O tratamento da dor por via tópica é uma tendência, uma vez que age diretamente no local, reduzindo a quantidade de medicamentos ingerida pelo paciente, além de promover um efeito mais rápido na melhora dos sintomas.

Nosso veículo transdérmico favorece a absorção dos medicamentos, otimizando o resultado do tratamento, além de possuir um sensorial agradável facilitando a adesão do paciente. Inúmeras patologias dolorosas podem ser tratadas com medicamentos tópicos, desde osteoartrite de joelho a alterações dérmicas causadas por herpes zoster.

OFFICILAB disponibiliza para os nossos clientes diversas formas farmacêuticas inovadoras para que todos possam obter uma ótima adesão ao tratamento. Temos consciência de que cada ser humano é único e entendemos a necessidade de cada um e assim, proporcionar a você um tratamento de qualidade.

S equol e sua Ação Neuroprotetora!

A equipe de pesquisa e desenvolvimento da OFFICILAB está constantemente em busca de inovações para oferecer matérias-primas de altíssima qualidade e que tenham benefícios reais. O S-Equol é um modulador seletivo do receptor estrogênico (SERM) formado após a metabolização da daidzeína (um tipo de isoflavona de soja) pelas bactérias intestinais.

Um estudo científico publicado pela International Journal of Molecular Sciences demonstrou que, por ter uma estrutura química similar ao estrogênio, o S-Equol é capaz de se ligar aos seus receptores cerebrais aumentando as ramificações neuronais no cerebelo, região que vem sendo considerada responsável pelas habilidades cognitivas (linguagem, memória, funções executivas, cálculo, orientação visuo-espacial) favorecendo assim o processo de aprendizagem. O estudo concluiu que o S-Equol é facilmente absorvido pelo o organismo e se mostra eficaz como coadjuvante na neuroproteção e na estimulação das funções cognitivas

O S-Equol é uma exclusividade OFFICILAB. Sendo assim, adicionar um medicamento manipulado à sua rotina de cuidados com a saúde faz uma grande diferença na sua qualidade de vida, promovendo um envelhecimento de forma saudável.

Filme Orodispersível é Indicado para Pacientes com Dificuldades na Deglutição.

A dificuldade de engolir é chamada de disfagia e é definida como qualquer dificuldade no trânsito alimentar desde a boca até o estômago. Sendo assim, o paciente corre alguns riscos como: desnutrição, desidratação e/ou pneumonia aspirativa. A complicação ao engolir um comprimido medicamentoso é um dos sintomas mais comuns. O ato de fazer o medicamento percorrer a faringe e o esôfago, com precisão, exige coordenação e força muscular.

A OFFICILAB tem a consciência de que cada ser humano é único e têm as suas particularidades. Para nós, o papel de uma farmácia de manipulação vai além da entrega de um medicamento e sim, garantir que o paciente seja ele, criança, idoso, adulto, vegano, tenha uma perfeita adesão ao tratamento através de formas farmacêuticas inovadoras.

Uma das nossas formas farmacêuticas diferenciadas é o Filme Orodispersível. São preparações farmacêuticas, utilizadas como veículos em formulações destinadas a pacientes com dificuldades na deglutição. Os filmes orodispersíveis ou strips são pequenas lâminas finíssimas que ao entrar em contato com a mucosa bucal, dispersam instantaneamente sendo absorvidas sem a necessidade da água.