5 motivos para incluir o Ômega-3 no seu dia a dia

O que é o Ômega-3? 

O Ômega-3 faz parte da família de ácidos graxos, sendo um tipo de gordura boa para o corpo. Por não ser produzido naturalmente, pode ser encontrado no consumo de alimentos como: 

  • Chia;
  • Linhaça; 
  • Sardinha;
  • Salmão;
  • Truta;
  • Atum;
  • Ostras;
  • Nozes.

 

Além disso, também pode ser suplementado quando necessário. Confira no próximo tópico os 5 motivos para incluir esse super ativo no seu dia a dia! 

5 motivos para incluir o Ômega-3

  1. Potente ação antioxidante

A ação antioxidante do Ômega-3 ajuda a prevenir os danos do envelhecimento de dentro para fora: na melhora da pele, na prevenção e tratamento de doenças e no fortalecimento das defesas do corpo. 

  1. Promove a melhora da memória e da cognição

O Ômega-3 ajuda na proteção das células do cérebro, proporcionando um bom funcionamento, melhorando a memória, a capacidade de aprendizado e o raciocínio. 

  1. Ajuda a controlar a glicemia 

Estudos recentes mostraram que o Ômega-3 ajuda no tratamento da diabetes tipo 2, ajudando na redução dos níveis de açúcar no sangue e na melhora da resistência insulínica.

  1. Melhora a saúde cardiovascular

O Ômega-3 pode ser um excelente aliado para a saúde do coração, já que ele ajuda a reduzir o colesterol ruim e os triglicerídeos, o que auxilia no melhor funcionamento das artérias e diminui os riscos de infarto, derrame cerebral e insuficiência cardíaca. 

  1. Atua como um agente anti-inflamatório  

O Ômega-3 possui propriedades anti-inflamatórias que podem ser super úteis no tratamento de diversas doenças, além de ajudar a diminuir a inflamação do corpo. Além disso, ele ajuda a prevenir os danos celulares, sendo excelente para a saúde do coração e do cérebro. 

mão segurando cápsula amarela

Quando devo suplementar? 

A suplementação de Ômega-3 é feita quando há deficiência destes nutrientes, para diminuir os triglicerídeos e até mesmo para mulheres gestantes. 

 

O ideal é sempre conversar com o seu médico ou nutricionista para entender como Ômega-3 pode atender às suas necessidades. 

 

Orce seu manipulado conosco 

Após a consulta com seu médico, orce seu manipulado com a Officilab. Clique aqui e entre em contato com nossa equipe de atendimento. 

Você também pode gostar: 

Como driblar as mudanças da massa muscular e da força após a menopausa

Entenda por que ocorre a perda de massa muscular durante e após a menopausa

A menopausa é caracterizada como o período que marca o fim da fase reprodutiva da vida da mulher, e que pode ocorrer entre os 45 e 55 anos. 

Além de sintomas como ondas de calor, insônia e diminuição da libido, também pode ocorrer a perda de massa muscular. Isso acontece porque há uma diminuição drástica na produção dos hormônios estrogênio e progesterona.

 

Confira nossas dicas de como driblar as mudanças da massa muscular após a menopausa no próximo tópico. 

 

Dicas para driblar as mudanças da massa muscular e da força após a menopausa

Porém, mesmo que não seja possível evitar a menopausa, assim como seus sintomas, com os cuidados certos é possível minimizar os efeitos colaterais, assim como continuar a ter um corpo forte e saudável.

 

Confira nossas dicas:

Pratique exercícios físicos regularmente

As atividades físicas como caminhada, hidroginástica, pilates e musculação são essenciais para o ganho de força e massa muscular, prevenindo os riscos de osteoporose e doenças cardiovasculares. O ideal é praticar no mínimo 150 minutos de exercícios por semana. 

Aumente a ingestão de proteínas

A ingestão de proteínas contribuem diretamente para evitar a perda de massa muscular, mantendo a densidade óssea e auxiliando no ganho de força e músculos. Caso seja necessário busque suplementação.

Tenha uma alimentação saudável

Diminua o consumo de bebidas alcoólicas, embutidos, frituras, enlatados, molhos prontos e bebidas com cafeínas em excesso. Confira quais alimentos priorizar na sua dieta durante este período: 

 

  • Vegetais como batata doce, grão de bico, lentilha, brócolis, repolho e nabo.
  • Alimentos fermentados como bebidas lácteas e kefir
  • Peixes oleosos como atum e salmão 
  • Derivados de soja como tofu e edamame

 

Busque orientação de um médico para possível reposição hormonal

A reposição hormonal é uma das alternativas mais rápidas para diminuir a perda de massa muscular. No entanto, deve ser feita com um auxílio de um especialista uma vez que, esse procedimento não é recomendado para algumas mulheres.  

 

Priorize suplementos antioxidantes

Uma vez que a capacidade de absorção de vitaminas e minerais é reduzida durante e após esse período pela diminuição da produção de hormônios, a suplementação com antioxidantes pode ajudar a melhorar os níveis desses nutrientes, aumentando a densidade óssea. 

Confira os principais ativos antioxidantes que podem ajudar: 

Vitamina C: atua na proteção dos músculos contra os radicais livres, que geralmente são liberados após os treinos de força, como a musculação. 

Vitamina D: ajuda a absorver o cálcio, garantindo uma melhoria da saúde óssea, prevenindo a osteoporose. 

Vitamina E: Possui ação antioxidante e anti-inflamatória, auxiliando na recuperação e desenvolvimento do tecido muscular – evitando a perda da massa. 

Colágeno: o colágeno é responsável por ajudar a melhorar a flacidez cutânea e ajuda a preservar a massa muscular. 

Orce seu manipulado conosco 

Após a consulta com seu médico, orce seu manipulado com a Officilab. Clique aqui e entre em contato com nossa equipe de atendimento. 

 

Você também pode gostar: 

Longevidade Celular: o que você precisa saber 

Vitamina D: o que é, benefícios e como obter 

Guia da alimentação na menopausa 

 

Vida sexual saudável: o que você precisa saber

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a saúde sexual é caracterizada como um estado de bem-estar físico, emocional, mental e social, sendo um pilar super importante para a qualidade de vida. 

Além disso, estudos mostram que ter uma vida sexual saudável pode beneficiar a saúde de diversas formas, tais como: 

  • promover autoestima e bem-estar 
  • auxiliar na queima de calorias 
  • auxiliar na melhora da saúde cardiovascular 
  • reduz o risco de câncer de próstata 
  • melhora da imunidade 
  • alívio do estresse

Pensando nisso, separamos algumas dicas que contribuem para uma vida sexual saudável. 

Dicas para uma vida sexual mais saudável 

Exercite-se diariamente 

Existem estudos que mostraram que, 90% dos participantes com disfunção erétil eram sedentários e não realizavam exercícios nem aos fins de semana.

Sendo assim, é importante separar pelo menos 30 minutos diários para se exercitar. Seja uma caminhada, ciclismo ou musculação, o importante é se manter ativo!

Fuja do estresse

A tensão causada pelo estresse deixa o corpo em estado de alerta, o que pode diminuir drasticamente a libido, além de provocar diversos distúrbios a longo prazo.

Sendo assim, é importante praticar meditação e ter atividades mais relaxantes para aliviar o estresse cotidiano.

Por fim, se o estresse persistir, o ideal é buscar ajuda profissional. 

Tenha boas noites de sono

Estudos mostram que dormir pouco pode interferir diretamente na produção de hormônios sexuais, além de produzir excessivamente o cortisol, que é o hormônio do estresse.

Por isso, ter boas noites de sono é essencial para manter uma vida sexual satisfatória.

Tenha uma alimentação equilibrada

Alimentos ricos em triptofano, zinco, selênio, ômega 3 e antioxidantes auxiliam na melhora da circulação e na lubrificação das mucosas, além de promover mais disposição, melhora do humor e bem-estar – promovendo ainda mais desejo sexual.

Além disso, também existem diversos ativos que auxiliam na melhora da libido. Confira quais são no próximo tópico.  

Ativos auxiliam no aumento da libido

Maca Peruana 

Estudos comprovam que a Maca Peruana possui muitos nutrientes e substâncias relacionadas aos hormônios sexuais, promovendo o aumento da libido.

L-Arginina

Além de melhorar diversos processos fisiológicos, como o detoxificação do corpo e a melhora da secreção hormonal, também promove o aumento do desejo sexual.

Long Jack

É uma planta que é utilizada como um fornecedor de energia e de vitalidade sexual, por auxiliar no combate da impotência sexual e ser um estimulador do libido sexual.

Catuaba

Atua na melhora do desempenho sexual, já que o fluxo sanguíneo vai para a região genital e prolongando o tempo de excitação.

Orce seu manipulado com a Officilab! 

Converse com seu médico para saber qual o melhor tratamento para você e conte com a Officilab para manipular o seu medicamento. 

 

Você também pode gostar 

 

Mitos e verdades sobre o Orgasmo 

 

Libido feminina: saiba quais ativos podem ajudar 

 

Menopausa: o que é, principais sintomas e como atenuá-los 

Como a alimentação ajuda na imunidade

O que é a imunidade 

A Imunidade é caracterizada como uma resposta contra substâncias estranhas presentes no organismo, atuando pela ação de células de defesa e anticorpos, sendo essencial para combater os agentes infecciosos, como vírus e bactérias. 

 

Confira no próximo tópico qual a relação da alimentação com a imunidade. 

Qual a relação da alimentação com a imunidade

Tendo em vista que o sistema imunológico é composto por células e anticorpos que estão em constante renovação, ter uma alimentação saudável é essencial para a formação desses componentes. 

 

Ou seja, uma alimentação rica em vitaminas, minerais e proteínas auxilia diretamente  no estímulo do sistema imunológico, aumentando a resistência a infecções e as propriedades anti-inflamatórias do corpo.  

Ativos que ajudam na melhora da imunidade 

Ômega-3

Estudos observam que, o consumo de ômega-3 exerce diversos efeitos protetores nas defesas imunológicas, tornando o corpo ainda mais resistente a novas infecções. 

 

Você pode encontrar em alimentos como: sardinha, salmão, arenque, atum, sementes de chia, nozes e linhaça.

 

Selênio

O selênio auxilia na melhora da resposta imunológica em casos de infecções virais, como a gripe. 

 

Você pode encontrar em alimentos como: castanha do pará, trigo, arroz, gema de ovo, sementes de girassol, frango, pão de forma, queijo, repolho e farinha de trigo.

 

Probióticos

Os Probióticos são um conjunto de bactérias benéficas que melhoram a saúde do intestino facilitando a digestão e a absorção de nutrientes e com isso, mantém a flora intestinal equilibrada, fortalecendo o sistema imunológico.

 

Você pode encontrar em alimentos como: iogurte natural, leite fermentado tipo kefir.

 

Vitamina C

A Vitamina C tem o papel de estimular a produção de células que atuam no combate a doenças, ajudando o sistema imunológico a se recuperar com facilidade e tornando-o mais resistente a uma nova infecção. 

 

Você pode encontrar em alimentos como: laranja, tangerina, abacaxi, limão, morango, melão, mamão, manga, kiwi, brócolis, tomate, melancia e batata com casca.

Orce seu manipulado conosco 

E o melhor de tudo é que além da alimentação, estes ativos também podem ser suplementados! E a Officilab manipula o suplemento que você precisa com o máximo de qualidade. Entre em contato com as nossas equipes de atendimento e orce seu manipulado conosco. 

 

Você sabe de onde vem sua vontade de comer doce?

Você sabia que a vontade de comer doces de forma excessiva surge devido a um processo biológico?

Ao ingerir alimentos ricos em açúcares e gorduras, o organismo acaba liberando substâncias, como por exemplo a serotonina , que gera a sensação de bem-estar. E por isso, cria-se um ciclo vicioso: e certas vezes, não é apenas pelo sabor, mas pela sensação que o alimento proporciona.

 

Esse hábito pode trazer diversos prejuízos à saúde. Isso porque, durante o processo de digestão, os estoques de serotonina diminuem, fazendo com que o organismo busque captar rapidamente o triptofano para nova produção desse neurotransmissor. Sendo assim, o cérebro nos avisa desse processo provocando desejo por carboidratos, como doces, pois a glicose aumenta a disponibilidade cerebral do triptofano, que é captado pelos neurônios, produzindo serotonina.

 

Quando nos alimentamos, ocorre liberação de hormônios e neurotransmissores para que as alças intestinais se movimentem. Um dos neurotransmissores mais atuantes na transmissão de mensagens entre os neurônios do aparelho digestivo é a serotonina. Além de atuar no trato gastrintestinal, a serotonina desempenha um importante papel no sistema nervoso, como a liberação de alguns hormônios, a regulação do sono, a temperatura corporal, o apetite, o humor, a atividade motora e as funções cognitivas.

 

Mas saiba que existem diversas formas de diminuir a vontade por doces! Confira as nossas dicas no próximo tópico. 

Como diminuir a vontade por doces 

Evite o açúcar branco 

Opte por adoçantes naturais como o xilitol e eritritol, eles podem ser usados em todos os tipos de receitas e preparações, sem trazer tantos malefícios à saúde. 

Consuma oleaginosas 

As oleaginosas são alimentos de origem vegetal dos quais pode-se extrair óleos de boa qualidade, entre elas podemos destacar as castanhas, nozes e amêndoas. Esses alimentos possuem alto teor de fibras, triptofano e gorduras, por isso são excelentes estratégias para reduzir a vontade de consumir doces.

Pratique exercícios físicos 

A prática de exercícios físicos tem relação direta com a diminuição da vontade de comer doces! Isso porque, além de trazer diversos benefícios à saúde, ter o hábito de se exercitar libera a serotonina, o hormônio do prazer e bem-estar, diminuindo o cortisol. 

 

Conheça o Spray Corta Doce da Officilab! 

O Spray Corta Doce de Officilab possui uma fórmula exclusiva que diminui a vontade de comer doces, retardando a absorção do açúcar. Dentre os principais benefícios e características deste produto, podemos citar: 

 

  • Efeito anti-stress, reduzindo a ansiedade 
  • Contribui para a prevenção de diabetes e doenças cardiovasculares 
  • Promove saciedade 
  • Favorece a queima de gordura 
  • Possui ação diurética 

 

Consulte seu médico ou nutricionista e orce seu manipulado com nossas equipes de atendimento. 

 

Hábitos que você deve manter para fortalecer a imunidade

O que é a imunidade? 

A Imunidade é caracterizada como uma resposta contra substâncias estranhas presentes no organismo, atuando pela ação de células de defesa e anticorpos, sendo essencial para combater os agentes infecciosos, como vírus e bactérias. 

 

Por isso, é essencial ter hábitos que aumentem a sua imunidade. Confira as nossas dicas no próximo tópico.  

Hábitos que você deve manter para uma boa imunidade 

  1. Controle o seu estresse

O estresse atrapalha o funcionamento ideal do nosso organismo, diminuindo a eficiência do sistema imunológico de se proteger. Por isso, é essencial ter uma rotina mais relaxante e investir em hobbies como: leitura, pintura, escutar músicas, entre outros. 

  1. Pratique atividade física

A prática moderada de exercícios físicos promove uma carga benéfica de estresse aumentando de forma permanente o número de células do sistema imune e com isso, nosso corpo fica mais preparado para combater os patógenos, organismos que são capazes de causar doenças.

  1. Priorize as frutas e vegetais em sua alimentação

Opte por frutas cítricas e vegetais verde escuro na hora das suas refeições. Eles atuam no estímulo do sistema imunológico, aumentando a resistência a infecções e as propriedades anti-inflamatórias do corpo. 

  1. Tenha boas noites de sono

Uma boa noite de sono proporciona a regeneração celular, eliminando os radicais livres. Ou seja, as células de defesa ficam prontas para combater os agentes infecciosos e o seu sistema imune fica mais equilibrado.

  1. Suplemente

Aliada aos demais hábitos, a suplementação promove uma melhor resposta do sistema imunológico, auxiliando diretamente na prevenção de doenças e agentes infecciosos. 

Entre os principais suplementos indicados para a imunidade, podemos citar: 

  • Ômega-3
  • Selênio
  • Zinco
  • Vitamina C
  • Vitamina E
  • Vitamina A
  • Probióticos

 

E o melhor de tudo é que você pode contar com a Officilab! Nós manipulamos o suplemento que você precisa com o máximo de qualidade. Converse com o seu médico e entre em contato com as nossas equipes de atendimento para orçar seu manipulado conosco. 

 

O que você deve saber sobre a Testosterona

O que é a testosterona 

A testosterona , um dos hormônios mais importantes para a saúde do homem, é responsável por características consideradas masculinas como o crescimento dos pelos, engrossamento da voz, além de ganho e manutenção da massa muscular. 

Além disso, também estimula a produção de espermatozoides e auxilia no bom funcionamento dos testículos e próstata, sendo essencial para a fertilidade masculina.

Embora o homem possa ser fértil durante a 3ª idade, após os 50 anos costuma haver uma diminuição na produção desse hormônio. Esse período é caracterizado como a andropausa, onde a capacidade reprodutiva é diminuída como consequência da queda na produção de espermatozoides. 

Quando acontece a falta da testosterona, o corpo pode sinalizar de diversas formas. Saiba mais no próximo tópico. 

Sinais de baixa testosterona 

A diminuição da produção hormonal não ocorre somente com a idade, existem outros fatores que podem influenciar na produção da testosterona, como: consumo excessivo de bebidas alcoólicas, tabaco, obesidade e diabetes. 

Quando os níveis hormonais apresentam quedas, os principais sintomas apresentados são: 

  • Diminuição do desejo e desempenho sexual 
  • Tristeza podendo ocasionar até mesmo depressão 
  • Diminuição da massa muscular 
  • Ganho de peso 
  • Diminuição do crescimento e perda de pelos em geral 

Sendo assim, se você apresentar esses sinais é necessário buscar orientação de um médico para que o melhor tratamento seja indicado. 

Como aumentar a testosterona 

A melhor forma de aumentar a testosterona é através da suplementação e reposição hormonal, que deve ser realizada sob orientação médica uma vez que, o uso de hormônio sem orientação pode levar a sérios problemas de saúde. 

Além disso, é indicada a prática da musculação, aumento do consumo de alimentos ricos em zinco, vitaminas A e D, boas noites de sono, assim como administração do peso. 

Orce seu manipulado conosco 

A Officilab possui diversas formas diferenciadas que podem te ajudar na otimização do seu tratamento. Converse com seu médico e orce seu manipulado conosco. Nossa equipe está pronta para lhe atender. 

O que é o Ritmo Circadiano

O que é o Ritmo Circadiano 

Ciclo Circadiano ou Ritmo Circadiano é caracterizado como o relógio biológico do nosso corpo, e tem como principal função regular as funções do organismo de acordo com os horários do dia e da noite. A partir dele, é possível definir os melhores horários para acordar, dormir, comer e até mesmo se exercitar. 

Além disso, o ciclo circadiano também exerce influência em nossa pressão arterial, temperatura do corpo, liberação de hormônios e no funcionamento do metabolismo.  

Como funciona o Ritmo Circadiano

Como falamos anteriormente, as funções do nosso organismo são influenciadas diretamente pela incidência de luz natural, se comportando de formas diferentes quando exposto à luz do dia e mudando suas funções quando anoitece.

Quando você organiza a sua rotina respeitando o ritmo biológico do seu corpo, seu organismo se beneficia ainda mais dos hormônios produzidos naturalmente.

Ao amanhecer, por exemplo, ocorre a liberação do cortisol, que nos ajuda a despertar. No decorrer do dia, a maior produção de insulina auxilia nos processos de absorção da glicose obtida a partir dos alimentos e ao anoitecer, se dá início à produção de um hormônio essencial para o ritmo circadiano: a melatonina. 

Confira o quadro abaixo e confira como funciona o ritmo circadiano na prática:

Entretanto, esse ritmo saudável pode ser alterado com uma série de hábitos ruins como o excesso de consumo de telas, má alimentação e privação de sono, influenciando diretamente no desequilíbrio da produção da melatonina, principalmente. Estudos comprovam que esse desequilíbrio pode provocar alterações fisiológicas e até mesmo, o aumento de gordura. 

O que fazer para manter o seu relógio biológico saudável

Entre os principais hábitos para ter o ciclo circadiano funcionando de forma mais saudável estão: 

  • Prática de exercícios físicos, principalmente durante o dia
  • Limitar o uso de telas ao anoitecer. O ideal é evitar o uso até 2h antes de dormir 
  • Evitar a ingestão de estimulantes como: álcool, nicotina e cafeína
  • Ter atividades mais relaxantes ao anoitecer 

Além disso, a ingestão da melatonina também é uma excelente aliada na normalização do ritmo circadiano, auxiliando em um sono de qualidade que, como consequência, te deixará mais ativo durante o dia. 

Como a Melatonina pode contribuir para o Ritmo Circadiano 

Como dito anteriormente, a Melatonina é essencial para o bom funcionamento do ritmo circadiano. A liberação desse hormônio em equilíbrio promove os seguintes benefícios: 

  • Boa qualidade de sono 
  • Renovação celular
  • Modulação dos efeitos do estresse
  • Prevenção da resistência à insulina
  • É uma aliada na perda de peso 

Lembrando que o uso da Melatonina só pode ser feito com prescrição médica, que poderá orientar qual a dosagem ideal para você. 

Orce seu manipulado conosco

A Officilab manipula o hormônio em diversas versões: cápsulas, tabletes sublinguais, gotas sublinguais e filmes orodispersíveis (strips). Para saber mais, converse com nossa equipe de atendimento.  

Imunidade baixa: o que é e como cuidar do seu sistema imune

A diminuição da atividade do sistema imunológico pode acontecer por diversos fatores como por exemplo: doenças crônicas, uso de medicamentos, hábitos não saudáveis e situações de estresse e ansiedade. Sendo assim, as defesas do organismo ficam mais vulneráveis e o sistema perde a capacidade de combater os agentes infecciosos, como vírus e bactérias. 

Confira os principais sintomas da baixa imunidade: 

  • Infecções recorrentes 
  • Doenças que demoram a passar ou que agravam com facilidade
  • Febre frequente e calafrios
  • Cansaço excessivo
  • Náuseas e vômitos recorrentes
  • Diarreia por mais de 2 semanas
  • Manchas vermelhas ou brancas na pele
  • Queda acentuada de cabelo

Se você perceber qualquer um desses sintomas, é importante buscar ajuda médica.

Além disso, você pode adotar medidas que ajudem no fortalecimento da imunidade. Confira nossas dicas no próximo tópico! 

Como melhorar a imunidade 

Um sistema imune mais forte é resultado de um estilo de vida mais saudável. Ou seja, é essencial melhorar os hábitos alimentares, ter uma rotina menos estressante e incluir a atividade física no cotidiano, para, dessa forma, ter um sistema imunológico mais forte e menos suscetível a ações externas.

Além disso, é necessário ressaltar que consultar um médico em casos de imunidade baixa também é essencial. Isso porque em casos de imunidade baixa o sistema de defesa acaba ficando mais enfraquecido, não só causando doenças, como também podendo agravar doenças pré existentes.

Confira abaixo os principais ativos que ajudam na imunidade e como podem ser consumidos:

  • Ômega-3: sardinha, salmão, arenque, atum, sementes de chia, nozes e linhaça;
  • Selênio: castanha do pará, trigo, arroz, gema de ovo, sementes de girassol, frango, pão de forma, queijo, repolho e farinha de trigo;
  • Zinco: ostras, camarão, carne de vaca, frango, peru e peixe, fígado, gérmen de trigo, grãos integrais e frutos secos (castanha, amendoim e castanha do Pará);
  • Vitamina C: laranja, tangerina, abacaxi, limão, morango, melão, mamão, manga, kiwi, brócolis, tomate, melancia e batata com casca;
  • Vitamina E: sementes de girassol, avelã, amendoim, amêndoas, pistache, manga, azeite de oliva, molho de tomate, azeite de girassol, nozes e mamão;
  • Vitamina A: cenoura, batata doce, manga, espinafre, melão, acelga, pimentão vermelho, brócolis, alface e ovo;
  • Probióticos: iogurte natural, leite fermentado tipo kefir.

E o melhor de tudo é que além da alimentação, estes ativos também podem ser suplementados! E a Officilab manipula o suplemento que você precisa com o máximo de qualidade. Entre em contato com as nossas equipes de atendimento e orce seu manipulado conosco.