O que é libido?

Vindo do latim, libido significa desejo sexual, que é inerente às fases da vida do ser humano. Uma vez que o desejo faz parte do instinto do ser humano, ele não tem a mesma intensidade no decorrer do tempo, sendo influenciado por fatores físicos e emocionais. 

O hormônio responsável pela libido feminina é o estrogênio, que além de fortalecer o desenvolvimento sexual da mulher, é associado à saúde óssea e função cognitiva. 

Existem quatro tipos de estrogênio: 

  • Estrona, que é produzido na gordura corporal, ovários e placenta; 
  • Estradiol, que é relacionado ao sistema menstrual; 
  • Estriol, que é ligado a gravidez, produzido e secretado na placenta 
  • Estetrol, que também é produzido a partir do fígado do feto

Entre estes quatro tipos, a maior parte do estrogênio produzido na fase reprodutiva da mulher é o Estradiol, que é produzido nos ovários. Durante a menopausa, a produção do estrogênio diminui, ocorrendo insônia, mau humor e perda da libido. 

Mas outros fatores também podem influenciar na falta da libido. No próximo tópico iremos abordar os principais fatores que podem influenciar no desejo sexual feminino. 

Quais fatores podem influenciar no desejo sexual feminino?

Como já foi dito, a libido feminina pode ser influenciada não só pela variação de hormônios, como também por variantes externas.

Algumas dos principais fatores que podem influenciar o desejo sexual feminino, são:

  • Menopausa: Um dos efeitos da menopausa é a queda hormonal, inclusive dos níveis de estrogênio, resultando na redução da libido.
  • Traumas e alterações emocionais: O estresse, ansiedade e a depressão estão diretamente ligados ao humor e à disposição, causando a falta de libido.
  • Hipotireoidismo: O hipotireoidismo é a baixa produção de hormônios na tireoides, causando diversos sintomas como a falta de energia, do humor e consequentemente, a libido.
  • Uso de medicamento: Alguns remédios como antidepressivos e anticoncepcionais provocam mudanças nos níveis hormonais, podendo interferir na libido.

Quais ativos podem ajudar na recuperação da libido? 

Antes de mais nada é importante buscar a orientação de um médico para que as causas da redução da libido sejam identificadas.

Dito isso, existem ativos naturais que podem ajudar e muito, no desejo sexual femininos, dentre eles, podemos citar:

LibiFem

Pensando no aumento da libido e desejo sexual feminino; o Libifem é um importante aliado. Isso porque, ele possui extrato de Fenogreco (Trigonella foenum-graecum) padronizado em 50% de fenosídeo que é capaz de promover um deslocamento da testosterona ligada ao SHBG para testosterona livre, aumentando sua concentração em nosso organismo. Dentre os principais benefícios podemos citar: 

  • 100% natural, obtido do extrato da semente do feno grego;
  • Auxilia no aumento da libido, excitação, frequência e satisfação sexual feminina;
  • Mantém os níveis normais de estradiol e progesterona;
  • Ajuda a reduzir os sintomas da menopausa;
  • Favorece a modulação hormonal feminina.

Outros ativos que podem ajudar na manutenção da libido feminina

Maca Peruana 

A maca peruana possui muitos nutrientes e substâncias relacionadas aos hormônios sexuais. Estudos comprovam que a Maca Peruana aumenta a disposição e consequentemente, o desejo sexual. 

L-Arginina

Substância naturalmente produzida pelo próprio organismo, porém nos casos em que o corpo não produz quantidades suficientes pode ser necessária a suplementação. Além de melhorar diversos processos fisiológicos, como o detoxificação do corpo e a melhora da secreção hormonal, também aumenta a libido. 

Suplementos de qualidade na Officilab

Orce seu manipulado conosco! Consulte seu médico para saber o tratamento indicado para você e converse com a nossa equipe de atendimento para saber mais.